quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

ESPORTE MARINGÁ - ACIM Esporte homenageia os principais atletas e técnic...

ESPORTE DE MARINGÁ - ACIM Esporte homenageia os principais atletas e técnicos de Maringá

No próximo dia 19 de dezembro, a partir das 19h, no Teatro Calil Haddad, a Cidade Canção vai conhecer os seus principais nomes esportivos de 2016. Tudo porque o Prêmio ACIM Esporte, que está em sua segunda edição,  tem como objetivo distinguir e obviamente homenagear os melhores técnicos e atletas da temporada em cima de resultados expressivos em níveis regional, nacional e internacional. O ex-maratonista Vanderlei Cordeiro de Lima, medalha de bronze na Maratona dos Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004, será outra presença importante. Lima abrirá o evento com a palestra ´Superando Desafios em Tempo de Crise’.

O prêmio ACIM Esportes é dividido em três categorias: Mérito Técnico – que conta com os profissionais de educação física na direção de equipes individuais e coletivas – e o Mérito Atleta – que envolve atletas no feminino e masculino com os melhores resultados obtidos na atual temporada. Dos premiados, a Comissão Organizadora vai escolher o Atleta do Ano e Técnico do Ano. E também haverá premiação para o Patrocinador Destaque de cada instituição esportiva.

O evento envolve a participação de atletas e técnicos das seguintes instituições: Associação Atlética de Futebol Americano, Associação Atlética de Rugby, Associação de Atletismo de Maringá, Associação de Corredores de Rua de Maringá, Associação de Pais e Atletas da Natação, Associação Desportiva e Recreativa Maringá Basquetebol, Associação Esportiva Estrela de Maringá Futsal, Associação Maringaense de Arco e Flecha, Associação Maringaense de Beisebol, Associação Maringaense de Handebol, Associação Maringaense de Vôlei de Praia, Associação Maringaense de Softbol, Instituto Hagakure/UEM/Karatê-do, SEED/Núcleo Regional de Educação-Natação, SEED/Núcleo Regional de Educação-Ciclismo, União Metropolitana Paradesportiva Maringá, União Metropolitana Paradesportiva Maringá-Bocha e União Metropolitana Paradesportiva Maringá-individuais.

O Evento ACIM Esportes tem o apoio institucional da Prefeitura de Maringá e Secretaria de Estado do Esporte e Turismo do Paraná, e patrocínio da Coca Cola FEMSA do Brasil, Maringá Park Shopping Center, Sancor Seguros, Sicoob, Unimed Maringá, Estética Academia e Cocamar.



Divulgação
Orlando Gonzalez
(44) 9 9903-6304


quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

ENTREVISTA - Prefeito eleito Ulisses Maia aposta na evolução do esporte de Maringá

Orlando Gonzalez
A partir de 2017 o esporte de Maringá vai mudar, e para melhor. Pelo menos é essa a intenção do prefeito eleito Ulisses Maia que concedeu entrevista ao Jornal do Povo. Ex-praticante de taekwondo, Muay-tai e judô, e que tem uma preferência no ´mundo do futebol´ pelo Corinthians-SP, Maia garante que vai apoiar o futebol na cidade, mas um futebol administrado com seriedade, e ainda anunciou que o esporte amador de Maringá vai se fortalecer. Também destacou que os atletas e equipes que conquistarem bons resultados para o município terão a valorização devida.

O prefeito eleito não definiu o secretário de Esportes e Lazer de Maringá, mas antecipou que o nome do provável indicado está quase confirmado. Maia também falou sobre a Vila Olímpica, os Centros Esportivos, o Estádio Willie Davids e o Ginásio Chico Neto como ´cartões postais´ de Maringá e confirmou que as ´praças´ serão revitalizadas com espaços para a prática esportiva, como prometera em campanha.

JORNAL DO POVO - Prefeito eleito Ulisses Maia, você praticou esporte? Qual modalidade? Chegou a disputar competições oficiais?
ULISSES MAIA - Eu pratiquei taekwodo, muay-tai e judô, mas não cheguei a participar de competições oficiais.

Torce para alguma equipe no futebol?
Minha simpatia é pelo Corinthians, mas não acompanho muito o futebol.

Prefeito, o esporte amador será mais forte a partir de 2017? E o esporte competitivo, de alto rendimento, futsal, handebol, basquetebol?
Tem tudo para que nosso esporte amador seja mais forte. Vamos incentivar não apenas as modalidades competitivas, mas também o esporte comunitário, que é a base das equipes que podem disputar competições de alto rendimento. Começaremos democratizar e reorganizando os centros esportivos. Também vamos criar incentivos para que os atletas maringaenses tenham respaldo para desenvolver a carreira na nossa cidade, sem precisar sair de Maringá para ter destaque em suas modalidades.

O Ginásio Chico Neto ficará destinado preferencialmente ao Copel Telecom ou outras modalidades também terão mais espaço no local?
Não podemos ter monopólio em qualquer setor do esporte. É muito importante ter uma equipe de Maringá na Superliga Nacional de Vôlei, mas não pode haver exclusividade em prejuízo de outras modalidades. Vamos equacionar isso para que ninguém deixe de ser bem atendido.

Pretende realizar mudanças na Secretaria de Esporte? Parece-me que há cobrança neste sentido?
A maior mudança é nomear pessoas da área, de preferência funcionários de carreira com grande experiência. Com certeza nós faremos isso.

Na Secretaria de Esporte, o novo secretário será também um cargo técnico? Isso quer dizer que será um professor de educação física do município entre os que estão em associações ou será de fora da prefeitura?
Como eu disse, será um técnico, nome com história no esporte, de preferência um servidor de carreira de dentro da própria Secretaria de Esporte.

Já tem o nome definido?
Ainda não. Está bem encaminhado, mas falta a definição.

Prefeito, você citou durante a campanha que vai mudar o repasse da Lei de Incentivo ao Esporte Amador. Anteriormente era realizado direto às associações. Vai proceder dessa maneira?
Vamos reformular a lei depois de ouvir todas as associações do setor. Já começamos esse trabalho de consulta e pretendemos implementar as primeiras mudanças já no início do nosso mandato.

Você pensa em valorizar as equipes mais vencedoras e ativas. Por exemplo: o repasse da Lei de Incentivo será maior para uma associação que participe de diversas competições em relação a outras que participam de poucos campeonatos, mas com valores aproximados? Vai criar uma regra neste sentido para valorizar quem disputa mais campeonatos e conquista mais títulos?
O principal critério será, claro, o da produtividade. Temos sempre de premiar o trabalho.

Uma sugestão ao prefeito. Seria possível, por exemplo, a Secretaria de Esportes realizar uma premiação com troféus e medalhas anualmente para os atletas que se destacarem em cada modalidade, e equipes mais vencedoras? Acho que seria motivacional e até uma maneira de deixar mais evidente as equipes coletivas ou atletas individuais que se destacarem representando a cidade.
É uma boa ideia, que aliás já é prática comum em muitas cidades. Certamente vamos criar mais esse incentivo aos atletas maringaenses. Como eu disse, o trabalho bem feito precisa ser sempre premiado.

Os espaços esportivos de Maringá, por exemplo, têm alguma mudança importante já programada ou somente o novo secretário vai definir isso?
Nós estamos com algumas dificuldades na transição, com pouco acesso às informações da Prefeitura, mas já na campanha firmamos o compromisso de ampliar e democratizar o uso dos nossos espaços esportivos. Pode ter certeza que isso vai acontecer.

A Vila Olímpica é um grande espaço, hoje até ponto turístico da cidade. Existe a possibilidade de se colocar internet grátis para a população? Tem uma no Chico Neto que não funciona com perfeição. Mais fotos e vídeos seriam produzidos dos locais e divulgados nas redes sociais, com mais propaganda para a cidade...
Nós fomos eleitos pela Coligação Inovação e Transparência e faremos tudo para que Maringá seja uma cidade com alto desenvolvimento tecnológico. A implantação gradativa de internet grátis nos principais pontos da cidade está nos nossos planos. A Vila Olímpica não ficará fora desse projeto.

Ainda sobre o assunto: a imprensa também não tem internet nestes espaços. Acha essa possibilidade viável?
Sim, muito viável. A imprensa precisa ser bem atendida, não apenas com internet, mas com todas as condições para trabalhar nos eventos esportivos da cidade.

Futebol profissional. A prefeitura vai apoiar o Maringá Futebol Clube? Ou, por exemplo, abrir espaço para que algum empresário conceituado e com resultados comprovados possa se estabelecer na cidade? O que pensa sobre o futebol profissional na cidade?
O futebol profissional é um negócio e pode ser rentável se tiver boa gestão. Nós vamos incentivar qualquer empresa especializada em futebol a se instalar em Maringá, mas não daremos um centavo do dinheiro público. Dentro da lei, os empresários terão os mesmos incentivos que empresas de outros setores que possam gerar empregos e renda no município. Continuaremos oferecendo o Estádio Willie Davids para o futebol profissional, mas cobraremos seriedade na condução das equipes que estiverem representando a cidade.

Há muitos anos, um grande clube jogava contra o time da casa, no aniversário de Maringá. Tem algum pensamento neste sentido?
Os grandes jogos poderão voltar a ser realizados, mas sem envolver dinheiro público.

Como o Estádio Willie Davids e o Ginásio Chico Neto são pontos turísticos e como temos a Guarda Municipal e câmeras, não seria interessante que ambos ficassem com pelo menos um portão, o de acesso mesmo, aberto para a população? Entendo que são pontos turísticos de Maringá e que muita gente também tem interesse de fazer um registro, mas que diante da burocracia desistem disso.
Vamos criar um módulo da Guarda Municipal na Vila Olímpica. Os guardas vão ajudar na segurança não só do Estádio e do Ginásio, mas também das pessoas que caminham naquela área, além dos frequentadores das partidas de futebol e da Feira do Produtor.

Sobre as praças na região central ou em bairros de Maringá.  Observo as praças nos balões (como o maringaense gosta de se referir) paradas, quase sempre vazias, tirando as que são próximas ao terminal, evidentemente. Nestes espaços poderia ter uma quadra de areia pra se praticar futebol ou vôlei. Deixar essas praças mais esportivas não seria mais interessante?
Sim, falamos sobre isso na nossa campanha. Esses espaços serão melhor aproveitados não apenas para atividades esportivas, mas também para eventos culturais nos domingos e feriados. Nós vamos descentralizar a cultura, levar aos bairros. Além disso, vamos aproveitar todos os espaços para a prática de esportes. É um compromisso que temos com os bairros e vamos cumprir. 


terça-feira, 6 de dezembro de 2016

ENTREVISTA - Prefeito eleito Ulisses Maia: “o esporte de Maringá”

TUDO SOBRE O ESPORTE DE MARINGÁ!

Orlando Gonzalez
A partir de 2017 o esporte de Maringá vai mudar, e para melhor. Pelo menos é essa a intenção do prefeito eleito Ulisses Maia que concedeu entrevista ao JP. Ex-praticante de taekwondo, Muay-tai e judô, e que tem uma preferência no ´mundo do futebol´ pelo Corinthians-SP, Maia garante que vai apoiar o futebol na cidade, mas um futebol administrado com seriedade, e ainda anunciou que o esporte amador de Maringá vai se fortalecer. 
Amanhã na íntegra aqui!


PARANAENSE SUB-19 - Atlético e J.Malucelli saem na frente nas semifinais

No último sábado aconteceram os jogos de ida das semifinais do Campeonato Paranaense Sub-19. Com as vitórias de J.Malucelli e Atlético, as duas equipes ficam em vantagem para a decisão das duas vagas na final.

FUTEBOL AMADOR - Santíssima Trindade é o campeão Master da Capital

O Santíssima Trindade venceu o Santa Quitéria nos pênaltis por 6 a 5 e conquistou o título da categoria Master do Campeonato Amador da Capital 2016. Os times, que tinham ficado no 1 a 1 na ida, empataram por 2 a 2 na manhã do último domingo (4), no Estádio Maurício Fruet. No tempo normal, Gaúcho e Jaílton marcaram para os mandantes, e Douglas e Elieder empataram para os visitantes.

SÉRIE OURO - Copagril mais uma vez na final do Estadual

O abraço coletivo no centro da quadra do ginásio Ney Braga antes da bola rolar, em homenagem às vítimas da queda do avião da Chapecoense, foi o único momento de harmonia entre jogadores de Copagril/ Sempre Vida/ Sicredi e Guarapuava, no duelo realizado na segunda-feira (5), que terminou com vitória por 4 a 2 do time rondonense.
Com este resultado, a agremiação de Marechal Rondon se classificou para a decisão da Chave Ouro 2016, contra o Keima, de Ponta Grossa. Cris Negão, duas vezes, Gustavinho e Ronaldo fizeram os gols da Copagril, enquanto Matheus Cortez e Daniel Feitosa marcaram para os visitantes.

TERCEIRONA – União de Francisco Beltrão fatura o título

O CE União é o campeão paranaense da Terceira Divisão em 2016. A equipe empatou com o Iraty no último domingo (4), jogando em Francisco Beltrão, por 3 a 3. Com o resultado, ergueu a taça, uma vez que venceu o primeiro jogo por 1 a 0. As duas equipes já haviam garantido vaga na Segunda Divisão de 2017. 

SÉRIE OURO - Keima é o primeiro finalista

O time de melhor campanha na Chave Ouro do Campeonato Paranaense está na decisão estadual. O Keima Futsal/AFP bateu o Marreco, de Francisco Beltrão, por 4 a 1 na noite do último sábado (03) e chegou pela primeira vez à final. O duelo no Oscar Pereira começou com um susto, mas terminou com a vibração da torcida que lotou o ginásio.

segunda-feira, 5 de dezembro de 2016

SUPERLIGA – Caramuru/Castro perde para o Canoas

Pela 7ª rodada da Superliga 2016/2017, o Lebes/Gedore/Canoas derrotou, de virada, o Caramuru/Castro por 3 sets a 1, parciais de 21/25, 25/20, 25/20 e 25/21, no Ginásio La Salle. Com a primeira vitória na competição, o time gaúcho chegou aos seis pontos e agora aparece na 9ª colocação, enquanto a equipe paranaense segue na lanterna, com apenas um ponto ganho e sendo o único clube que ainda não venceu na competição.